ESCOLA NORDESTE > ARTIGOS > CONSTRUÇÃO DA REPRESENTAÇÃO SINDICAL DE BASE

CONSTRUÇÃO DA REPRESENTAÇÃO SINDICAL DE BASE

Escrito po: Edeildo de Araujo*

20/12/2017

              CONSTRUÇÃO DA REPRESENTAÇÃO SINDICAL DE BASE

                        (A ORGANIZAÇÃO NO LOCAL DE TRABALHO)

Edeildo de Araujo*

 

A expansão do sindicalismo trouxe consigo uma mudança de qualidade na formação e conscientização da classe trabalhadora no Brasil. A consolidação do crescimento do poder de conquistas frente às classes opostas, e do seu poder de influência na sociedade civil, tem demandado a apropriação de conhecimentos científicos e políticos, de novos elementos intelectuais, sobre si mesmo, assim como sobre o conjunto da sociedade.

Este quadro tem demandado dos departamentos de formação sindical emergente, uma dupla tarefa: formar novos quadros de militantes sindicais e auxiliar na construção de uma nova cultura política e organizativa do sindicato, na empresa e na sociedade.

A forma como é utilizado o pressuposto do reconhecimento e valorização do saber dos trabalhadores, merece uma consideração específica. Encontramos uma postura ambígua em várias experiências.

Em um mesmo sindicato, os cursos dirigidos à base tendem a ficar no nível da constatação deste saber e como consequência o processo de aprendizagem, o conhecimento da realidade e o papel do Educador, tornam-se empobrecidos.  

Já os cursos dirigidos aos quadros, tendem privilegiar a aquisição dos conhecimentos acumulados historicamente, sem o necessário confronto com a realidade atual e a prática social da categoria. Portanto, este pressuposto perde o seu sentido instrumental de levantamento de práticas sociais concretas, às quais os trabalhadores atribuem significados próprios, que devem ser compreendidos e incorporados junto a novos conhecimentos, facilitando desse modo, o encaminhamento dos problemas apresentados por estas mesmas práticas.

Nessa conjuntura de golpe que o país atravessa é primordial a organização dos trabalhadores nos seus locais de trabalho, priorizando neste cenário de aprofundamento da disputa de concepções e estratégias organizativas, a Formação de seus Dirigentes para que tenhamos uma Representação Sindical de Base que possa traduzir seus anseios, e buscar manter a coerência das nossas análises que apontam como um dos elementos estratégicos do processo de disputa de hegemonia na sociedade, como também o fortalecimento de nossa organização sindical desde os locais de trabalho.                                                                              

Ao movimento sindical brasileiro, caracterizado por uma estrutura restritiva forjada há mais de setenta anos, bem como à organização mais ampla dos trabalhadores, estão colocados desafios de alta complexidade, dentre os quais se destaca a organização no local de trabalho.                 

              O local de trabalho adquire centralidade quando se pensa a organização dos trabalhadores e a atuação dos sindicatos. Trata-se do marco espacial no qual o trabalhador exerce suas funções, cria relações e passa grande parte do seu dia.

É também no local de trabalho, que emergem as contradições e conflitos entre capital e trabalho, oriundos das condições de sua execução, reivindicações salariais, doenças ocupacionais, acidentes de trabalho, assédio moral, conflitos com chefias e gerentes, entre outros. Dessa forma, o referido local, apresenta-se como espaço prioritário da atuação sindical. E, justamente por esse motivo, que a organização no âmbito da empresa constitui ponto de tensão nas relações entre trabalhadores e empregadores.

 

                                                               *Coordenador Pedagógico da Escola Nordeste da CUT

               

         □ Eixo dois, fascículo quatro do Programa de Formação da CNTE.

                                            □ A Organização Dos Trabalhadores no Local De Trabalho:

Análise da Disciplina Jurídica no Brasil E na Itália.

                                            □ A Formação Sindical e o Novo Sindicalismo:

                                                          Análise de Algumas Experiências. Araújo, Joelzito Almeida de. 

                                                               UFMG.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
banner lat 20 ano FACEBOOK TWITTER

Escola de Formação Nordeste